quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Um Sonho




Adormeci com o coração nas mãos e olhos verdes.
Verdes de sal, de coração enrugado.
Só queria fechar os olhos para nunca mais abrir.
Inúmeras razões, mas poucas palavras bateram forte.
Adormeci, para acordar... muito mais tarde.

O tempo passou devagar.
Ela apareceu no meu sonho, deu-me a mão e acalmou-me.
Falámos, brincámos e rimos.
Os seus olhos cor de mar ficaram-me na memória
E tudo o resto esquecido.
Ela queria que estivesse com ela, e eu estava com ela
Longe de tudo.
Podia ficar assim para sempre
Uma serenidade invadia-me, uma paz envolvia-me
Discretamente
Sentia-me especial
Não lembrava que eu era apenas mais uma
Estava bem assim
Só ela consegue, que eu fique num mundo à parte.
Só ela me dá aquela força, aquela vontade.
Não tenho palavras que cheguem para agradecer tudo o que ela é para mim

E, esquecida de tudo, acordei com um sorriso
Lembrava-me perfeitamente do sonho
Esquecera por completo a realidade.

Sem comentários: