quarta-feira, 11 de março de 2009

uma forma de dar a volta

Marga disse...
'és parte de um livro que eu escrevi a caneta , e que não consigo apagar, nem sequer dar a volta ao texto. Está escrito, e vai ser assim até ao fim . '

existe sempre a possibilidade do corrector, não elimina completamente porque está lá aquela mancha demasiado branca para ser discreta, mas dá-te a hipótese de escreveres de novo.

2 comentários:

Ines disse...

achas que te dá a possibilidade de escreveres de novo ? humm estive a pensar nisso. sabes.. acho que podemos sempre escrever mais historia mas nao concordo com que haja um "corrector" . mesmo que nos faça "enterrar-mos as coisas" , elas estão presentes. elas não foram apagadas . elas são constantemente lembradas com pequenas coisas, ou grandes. considero-as presentes, e activas.

mas sim mags, sei que entendes . " we're just like sisters " ly

Marga disse...

escrever de novo não é o mesmo que esquecer, se bem que tens a mancha branca constantemente a relembrar-te que houve qualquer coisa, simplesmente apazigua a dor. porque é tramado, tu sabes, eu sei, nós sabemos provavelmente melhor que ninguém.