sábado, 17 de julho de 2010

Escrita Criativa II

Um dos exercícios 
do workshop de Escrita Criativa


Personagens: praia, sol e carteiro.
Objectivo: criar uma mini-história
Tempo: cerca de 10 minutos

Resultado:


- Escrevem cartas à família, aos amigos, aos amores reais e platónicos. À lua, ao céu, ao mar... Mas a mim? Nunca me escreveram. - lamentou tristemente a Praia, num desabafo com um carteiro que por ali passara, no seu intervalo de almoço.


- É verdade, nunca te vim entregar uma única carta... E tenho imensa pena. - tentava consolar o carteiro. - Mas já reparaste na ironia? Eu sou carteiro e também nunca escrevi nenhuma carta a ninguém... Não tenho a quem escrever...


O sol ouvia esta troca de palavras desconsoladas e suspiros tristes entre os dois, sem dizer nada. Então, riu-se.


- Que ridículos, vocês a lamentarem-se... Praia, para que precisas das cartas se as pessoas vêm ter contigo e te fazem companhia o dia todo?! E tu, carteiro? Nunca escreveste uma carta a ninguém?! Para que precisas de escrever se vais a todas as moradas e podes dar o recado pessoalmente?!


O sol parecia não compreender, afinal ele recebia cartas e, por isso, elas se tornavam insignificantes para ele.
A praia apagou-se chorosa, não suportava a presença daquele sol gozão e arrogante. O carteiro sentia-se mal com a tristeza da praia e, enquanto ela secava as suas lágrimas, pôs-se a escrever:


"Querida Praia..."




Sim, é um bocado infantil, nem tentei dar outro rumo à coisa, uma vez que tenho a mania de complicar. Desta vez, experimentei deixar tudo claro e simples. Afinal, o meu objectivo era explorar outras formas de escrita :)

1 comentário:

Paulo disse...

A tua história está simplesmente fantástica