quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

da liberdade que há no amor.


O amor não é uma prisão, antes pelo contrário, sabe a liberdade. 

Liberdade não é a ausência de compromisso. 
Liberdade é podermos escolher aquilo com que nos queremos comprometer. 
(Paulo Coelho)

Não vou dizer que não percebo os casais que se controlam. Eu já estive numa relação dessas e sei o quão mal me sentia. Eu não percebo é as pessoas que cometem o mesmo erro duas vezes. Será que faz parte da personalidade ou de um total desconhecimento do que o que realmente é o amor? Confundem um sentimento tão generoso, tão altruísta e tão libertador com um sentimento de posse e autoridade. Ninguém é de ninguém. Por vezes, nem nós somos de nós próprios. Como podemos ousar querer ter poder sobre outra pessoa? Como podemos nós insinuar que podemos autorizar ou proibir seja o que for?

A verdade é que todas as acções têm reacções. E que o mais importante numa relação, seja de que tipo for, é sabermos comunicar e respeitar. São as palavras-chave básicas para a convivência humana, quanto mais para algo tão grandioso. É o amor que nos torna capazes de dar a vida por uma causa ou uma pessoa. É o amor que ilumina os caminhos mais sombrios. É o amor que nos pode virar do avesso e fazer-nos descobrir que afinal o avesso é o lado certo. É o amor que nos liberta de todas as mágoas. E algo assim tão poderoso, tão grandioso, tão belo e tão bom não pode simplesmente manter-se cativo entre paredes, com correntes de ferro e sentenças. 

Porque das duas uma: ou se transforma em raiva e revolta e explode com tudo, ou lentamente morre de tristeza.

E eu tenho a maior sorte do mundo com ele :)

5 comentários:

PS disse...

Olá :D
Não podia concordar mais. Creio que muitas vezes as pessoas se confundem. Amar uma pessoa não significa que essa pessoa seja a nossa vida, senão que essa pessoa faz parte da nossa vida e nos faz sentir bem.
Penso que há que deixar "respirar", não sufocar, afinal de contas, como dizem, "deixa partir, se é teu, voltará sempre".
Beijinhos*

homem sem blogue disse...

Belo texto.

homem sem blogue
homemsemblogue.blogspot.pt

PepperGirl ♥ disse...

R: A uns dias o meu ex-namorado decidiu dar sinal de vida e dar-me os parabéns e depois disse a tia dele para me dizer que ainda me ama. quando ainda por cima tem namorada :s

Hermione disse...

felizmente nunca vivi o amor assim. só conheço o amor confortável, feliz, onde não precisamos de nos anular para estar com a outra pessoa :) e valorizo muito isso.

Márcia V. disse...

Concordo plenamente contigo,o amor é mesmo isso tudo,e não há nada pior que estarmos numa relação e sentirmos-nos presos,amar não e prender ou mandar em alguém.