sexta-feira, 15 de março de 2013

dos cães perigosos.


Nada como um bom exemplo de como não é a raça do cão que determina a agressividade, mas sim a sua educação e até mesmo traumas do seu passado. Caso contrário, teríamos sempre Pitbulls agressivos e Labradores ideais para crianças. Tal não acontece, isso é puro preconceito. 

Tenho pena que, com tanta e cada vez mais informação em todo o lado, haja pessoas que defendem intrinsecamente que os cães "potencialmente perigosos" devem desaparecer do mapa. Mas pronto, infelizmente não nos podemos orgulhar de não haver pessoas ignorantes ou, pior, desinteressadas que continuam a gritar sem argumentos.

5 comentários:

Mariposa Colorida disse...

Não concordo com o texto na sua totalidade, mas concordo na sua grande parte. Na minha opinião e do que já li sobre o assunto, tal como os humanos, há determinados cães que têm mais ou menos tendência para ser agressivos. É genetico. Claro que essa tendência pode ser contrariada com a educação e o meio onde vivem...Como trabalho com seres humanos potencialmente perigosos, não me acredito que com os cães seja diferente...

Marga disse...

Sim, claro. Este post é mais para aqueles que teimam em dizer que os Pitt's são agressivos. Isso não é verdade. O seu perigo é a mandíbula porque geralmente são cães bastante calmos até. Não é a agressividade. Mas claro que há quem atice a agressividade destes cães e as pessoas criam logo estereótipos.

Jessica Mendes disse...

Eu concordo com o texto, e o vídeo é a prova daquilo que escreveste.

*Lili* disse...

Não podia estar mais de acordo, é verdade que algumas raças têm tendência para serem mais agressivas, está nos seus genes e nada podem fazer quanto a isso. Contudo consoante a educação há animais que se podem tornar mais ou menos agressivos. A educação é fundamental.

Margarida ♥ disse...

R: Sinto que o tempo está a passar muito depressa e daqui a poucos meses tenho que decidir o curso que quero e ainda não faço a minima ideia e isto preocupa-me e deixa-me triste. Sinto-me perdida e sem saber que caminho seguir :(.